Reflexões

Para fechar esse ano de 2020

Eu não sei se você é do time que faz lista de metas, define seus KPIs ou é da turma do “deixa a vida me levar”, mas de qualquer lado que estiver, acho tão importante parar para dar uma refletida no saldo do ano e definir algumas rotas para o que vem chegando.

O meu exercício por aqui foi abrir o álbum de fotos do celular, naquele modo dia e ir anotando, mês a mês, os momentos mais memoráveis que eu tive. Num ano tão complexo como esse, naturalmente que nem todos foram gostosos, mas ao retomar essas vivências, pude perceber o quanto de coisa diferente e emocionante eu vivi. Quantos momentos simples e importantes. Quantas conquistas familiares. Quantas evoluções das crianças.

Esse foi um ano de introspeção. De silencio e de dúvidas. Mas do lado de cá, foi um ano tão importante pra nós. Ao parar um pouquinho, eu pude ver o quanto eu aprendi nesse processo.

Aprendi que o Senhor nunca nos desaponta. Que a fé move mesmo montanhas e que quanto mais pensamentos positivos e energia colocarmos na situação, ela acontece. É preciso visualizar para materializar.

Aprendi que o que acalma meu coração é estar perto da minha família. Não tem nada mais reconfortante do que contar com aqueles que você sabe que te amam, não importa quando. Não importa quanto e nem o porquê.

Aprendi que embora a gente sempre mantenha os poucos e bons amigos por perto, também é possível se abrir e conversar com muitas outras pessoas embora nem tão próximas assim, podem ter boas palavras ou experiências para compartilhar, e que se encaixarão com os momentos que vocês estão vivendo.

Aprendi a rever algumas coisas. Aliviar alguns sentimentos, dar segundas chances.

Aprendi que sou responsável por cada pedacinho da minha vida. E que hábitos são fundamentais para uma jornada saudável. E que saúde é integral. É da mente, do corpo, ambiente, sociedade, etc.

Aprendi que me faz bem cozinhar. Parar e respirar. Curtir os pequenos momentos. Viver a minha rotina.

Aprendi que existe muita calma na correria dos meninos. Que é neles que eu encontro meu ponto de paz. Que é ao fazê-los dormir que eu me desconecto das aflições e vivo o máximo do momento presente. E também o quanto enche meu coração dar aquela conferidinha neles antes de dormir.

Aprendi que é tudo uma questão de perspectiva. Que para tudo existem fases. E que é preciso passar por todas.

E vocês? Alguns aprendizados importantes por aí? Acredito que mais do que nunca, vale a pena o momento da pausa e do #cafeeumdocinho para a reflexão do final do ano.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s